quarta-feira, 4 de maio de 2011

A ALMA DO LAGO...


Existem as pessoas que dizem que Rihanna não é algo bom de se ouvir... Mas ela me jogou com muita força num passado que eu vivi... Me fez relembrar todos os lagos com os quais falei, todos os lagos que me disseram algo e todos os que me confortaram...
Não sou louco. Não converso com as coisas... Não ouço as respostas delas...
Mas conheci muitos lagos. Alguns muito ricos. Alguns carregados de algas que cobriam a superfície da água, alguns abandonados, alguns intensos. Alguns monstruosos, dispostos a derramar a sua fúria em dias de chuva forte...
Não posso me esquecer de nenhum deles. Não posso me esquecer das árvores que os rodeavam... Conversei com todos... Conversei com todas as árvores lindas que já vi em minha vida... Observei os galhos torcidos como viajantes do deserto clamando por água. Observei a sua sombra mais fresca que todas as sombras e pensei que nem mesmo as árvores podem escapar da natureza sombria deste mundo...
Nem mesmo os lagos. E era noite naquele dia. Naquele lago... Com você ao meu lado...
E aqui está. Mais um texto reticente e entroncado de idéias feito enchames, inundando minha mente, como se tudo o mais fosse explodir antes que meus dedos gritassem para a tela o que eu quero dizer...
Nem sei se tenho algo a dizer... Sou uma cascata correndo entre as árvores da encosta do rio e procuro um campo aberto onde repousar...
Todas elas sorriem, e lá atrás, na calmaria que me abandonou, vejo o nosso lago sorrindo para mim, mesmo no escuro, mesmo na injustiça do passado, mesmo com os dentes sujos de barcos e carros mal encarados...
Somos aquele lago que ficou no passado... e nas minhas lembranças...
Em algum lugar de mim, não importa, amo muito você...


Oswaldo Juliano Sandi

segunda-feira, 2 de maio de 2011




Enfim, a luta contra um terrorista foi vencida. Mas, algumas horas depois, o mundo continua o mesmo, o maior terrorista de todos vive dentro de nós: o ÓDIO...


Oswaldo Juliano Sandi